Nascimento da Sabesp
Acima Saneamento Sist.Guarapiranga Sistema Cotia

Home Nascimento da Sabesp Fotos

 

   NASCIMENTO DA SABESP


 A Sabesp, empresa ligada à Secretaria de Recursos Hídricos, Saneamento e Obras do Estado de São Paulo, produz, em média, cerca de 63 mil litros de água por segundo para atender 17 milhões de pessoas. São 31 cidades operadas na Região Metropolitana de São Paulo e mais sete municípios que compram água da Empresa, por atacado: Mogi das Cruzes, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Santo André, Guarulhos e Mauá.

A Região Metropolitana de São Paulo é circundada por um cinturão verde de onde provêm as águas superficiais para vários usos, entre eles abastecimento público e indústria, irrigação, geração de energia, lazer, transporte e diluição de poluentes.

Até chegar à casa do cliente a água percorre um longo caminho, saindo dos mananciais (lagos, rios ou represas) para as Estações de Tratamento, percorrendo as adutoras (tubulações com grandes extensões e diâmetros) até chegar aos reservatórios e ser distribuída à população. Para isso, existem 8 sistemas produtores de água, 1.340 quilômetros de adutoras e 22.843 quilômetros de redes de distribuição e 119 centros de reservação, com capacidade para armazenamento de um milhão e 800 mil metros cúbicos de água, na RMSP 

Em 1970, o índice de mortalidade infantil chegava ao alarmante número de 81,3 por mil crianças nascidas vivas. Era preciso providências urgentes. Em 1973 surge a Sabesp, resultado da fusão de seis empresas de saneamento. A nova empresa nascia com o objetivo de atuar em todo o Estado de São Paulo.

 

A década de 70 foi marcada por grandes obras de abastecimento de água. A década de 80, com obras de coleta e tratamento de esgotos.

 

Em 1994, o índice de mortalidade infantil havia baixado para 18,64 óbitos em cada grupo de mil crianças. Em 1995 começava a surgir um novo modelo de gestão que já proporcionava lucros em 1998. Em 2003, a Sabesp completou 30 anos, atendendo a 21,2 milhões de pessoas.

 

O início da década de 1970 foi marcado por grandes pressões por parte da população e de representantes da indústria e comércio, reivindicando maiores investimentos no setor de saneamento básico, tais como extensão das redes de abastecimento, redes de coleta e tratamento de esgotos, já que os déficits estariam impedindo o crescimento econômico e social das cidades, levando um grande número de empresas a abandonar os grandes centros urbanos em virtude dos custos implicados em sua manutenção.

Neste período foi criado o PLANASA – Plano Nacional de Saneamento – em que o poder federal concentrou o poder de decisão e financeiro no Banco Nacional da Habitação, através do referido plano, direcionando grandes investimentos para o setor de saneamento. Caberia, portanto, ao Estado e aos Municípios aderirem ou não a este Plano para obterem recursos, que por sua vez tinha origem no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS. Neste sentido, foram criadas em todos os Estados, Companhias de Saneamento Básico, tais como a SABESP, que estariam responsáveis pelo planejamento, execução e operação dos serviços de saneamento, através da concessão dos municípios. 

Entre 1971 e início da década de 1980 segundo levantamento efetuado por Marcos T.Abicalil (1998) o setor de saneamento teve grande impulsão, crescendo 43% em cobertura de água e 122% em coleta de esgotos.

A Sabesp nasceu da fusão de 6 outras Empresas de Saneamento: Ou seja da SAEC, COMASP, CBS, FESB, SANEVALE, SANESP em 23 de junho de 1973, por uma Lei Estadual

Em junho de 1973, a Assembléia Legislativa promulga a Lei 119 que cria a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - Sabesp, resultado da fusão das empresas Comasp, Sanesp, Saec, Fesb, SBS e Sanevale.
A publicação dos atos constitutivos da nova empresa acontece em 1º de novembro de 1973.

Com a missão de planejar, executar e operar serviços de saneamento em todo o território do Estado de São Paulo, a Sabesp começa sua história durante o auge do milagre econômico brasileiro.
Os investimentos da Sabesp na década de 70, foram voltados para a construção de grandes obras para levar e ampliar o abastecimento de água através do PLANASA - Plano Nacional de Saneamento.

A expansão rápida da empresa em todo o Estado, assumindo a concessão em vários municípios, mudava a vida das pessoas, garantindo um serviço de qualidade para a população.

Nos anos 70, a atuação da Sabesp destaca-se pela: inauguração do Sistema Cantareira ; média de oito municípios por mês entregando seus serviços para a Empresa sendo o primeiro, Botucatu; entrega do emissário submarino à cidade de Santos; aprovação do Plano Diretor Sanegran, para consolidação dos sistemas de esgotos na Região Metropolitana de São Paulo e, campanhas como: "Água, saber usar é não desperdiçar"

 

Topo da Página



 


Copyright © 2009 Website [ Tuia.com.br ]                                                                  Bloco: Sabesp
       Contatos          faust @ tuia.com.br
Todos os direitos reservados
Última atualização: segunda-feira, 13 de outubro de 2014 .