Revolução de 1930
Início do Portal Tuia.com.brHome Sugestões de leitura Considerações finais

Alfaiates
República de 1817
Balaiada
Backmans
Cabanada
Cabanagem
Canudos
Chibata
Guerra do Contestado
Guerra dos Emboabas
Confederação do Equador
Revolução Farroupilha
Revolução de 1924
Revolução de 1930
Revolução de 1932
Revolução de 1964
Forte de Copacabana
Guerra do Paraguai
Inconfidência Mineira
Índios: A luta de 500 anos
Intentona Comunista
Invasões holandesas
Revolta de Juazeiro
Cangaço
Guerra dos Mascates
Negros - A luta inconclusa
Revolução Praieira
Coluna Prestes
Quebra-quilos
Revolta do Malês
Revolta da Sabinada

Revolução Liberal de 1930

Em 1930, as campanhas de eleição presidencial, se tornariam tumultuadas de fato, pois o ambiente político brasileiro estava em grande convulsão. Lutas, pressões, agitações, lamúrias e manifestações colocariam em cheque o sistema econômico brasileiro do predomínio dos cafeicultores, adotado até então.

A crise tornou-se mais aguda quando o presidente Washington Luís, em vez de apoiar a candidatura do mineiro Antonio Carlos, para seguir na política do "café com leite", preferiu apoiar a candidatura do paulista Júlio Prestes. Com isso o presidente quebrou o compromisso com os mineiros provocando o rompimento das relações entre Minas e São Paulo.

Minas, descontente, para conseguir aliados, abriu mão da liderança e procurou apoio do Rio Grande do Sul e da Paraíba e os três estados formaram a "Aliança Liberal", grupo político de oposição a São Paulo.

Nas eleições presidenciais, os candidatos da Aliança Liberal eram: o oligarca gaúcho Getúlio Dornelles Vargas para presidente, e o oligarca paraibano João Pessoa para vice-presidente. A Aliança Liberal saiu derrotada, pois Júlio Prestes venceu Getúlio com grande diferença de votos. Júlio Prestes, presidente eleito, venceu mas não convenceu e nem chegou a tomar posse, pois a revolução de 1930, colocou Getúlio Vargas no poder.

As Oligarquias dissidentes do Rio Grande do Sul, Minas e da Paraíba, mais o apoio tenentista, iniciaram sob a chefia militar de Góis Monteiro, o movimento armado em 3 de outubro de 1930 no Rio Grande do Sul.

O nordeste no dia seguinte se levantou também liderado pelo militar Juarez Távora e com o apoio das tropas estaduais e das forças reunidas pelos coronéis.

As Forças Armadas brasileiras ( Exército e Marinha ) temendo a ocorrência de uma violenta guerra civil, que colocaria em risco todo país, deram um golpe de Estado, derrubaram o presidente Washington Luís e formaram uma junta militar de governo, que ficou conhecida por "Junta Pacificadora", composta pelos generais Tasso Fragoso, e Mena Barreto, pelo almirante Isaías Noronha.

A Junta Militar, em novembro de 1930, entregou o poder ao líder absoluto da Revolução : Getúlio Vargas. Era o fim da República Velha.

A conspiração contra o governo Washington Luís no Brasil vinha sendo tramada desde o início daquele ano. Líderes tenentistas e dos partidos democráticos reuniam-se constantemente e o tema era um só: a derrubada do governo.

Em julho de 1930 ocorreu o assassinato de João Pessoa, governador da Paraiba e que tinha sido candidato a Vice-Presidente na chapa de Getúlio, derrotados com a eleição de Júlio Prestes. O crime nada tinha de político, mas como seu mandante era pessoa muito ligada ao Presidente Washington Luís, foi transformado num mártir contra as oligarquias. O movimento das forças rebeldes foi logo ganhando terrenos em proporções gigantescas até restar o domínio de São Paulo e Rio de Janeiro, onde concentrava-se o grosso das tropas governistas, mas ao final saiu vitorioso.

A Revolução de 1930 depôs o Presidente Washington Luís e levou ao poder Getúlio Dorneles Vargas, poder esse provisório, mas que Getúlio trabalhou logo para tornar permanente, mesmo que isso implicasse negar a vontade do povo que ele dizia representar. Com o passar do tempo foi concentrando em suas mãos as atribuições do Legislativo e do Executivo e passando ele a governar por decretos.

Os grupos que fizeram a revolução de 1930 foram:

bulletos tenentistas
bulletas classes populares das cidades,
bulletas classes médias ,
bulletuma parcela do empresariado,
bulletnumerosos representantes das oligarquias rurais, fazendeiros que durante décadas, participaram do poder nos seus Estados, mas souberam pular fora do barco no momento certo.

As causas da Revolução de 1930

A Revolução de 1930 provocou profundas mudanças em nosso país , derrubou a República Velha ou a República do café com leite dando fim as oligarquias e iniciando uma nova era. Suas causas foram:

1) A crise do café. A crise mundial de 1929 teve reflexos também em nossos país pela queda de exportações e os preços desse produto. O governo concordou em estocar o excedente, mas estabeleceu uma cota de produção para cada Estado produtor. Isso descontentou os cafeicultores.

2) O desenvolvimento urbano. Cresceu bastante o número de pequenos comerciantes e de trabalhadores assalariados. A população urbana aumentou consideravelmente e ela pretendia particiapar da vida política do país.

3) O assassinato de João Pessoa. Importante político paraibano e candidato a vice-presidência na chapa de Getúlio Vargas, João Pessoa foi morto no Recife e a oposição responsabilizou o governo federal pelo crime.

4) A eleição de Júlio Prestes. Pela política do café com leite caberia a Minas Gerais indicar o substituto do presidente Washington Luís, paulista. Rompendo o acordo Washington Luís indicou como candidato oficial, Júlio Prestes, presidente de São Paulo.

Causas da Revolução liberal:

bulletRompimento da política do café com leite,
bulletAliança liberal entre Minas Gerais, Espírito Santo e Paraíba,
bulletVitória de Júlio Prestes,
bulletAssassinato de João Pessoa,
bulletTenentismo
 














História Geral
História do Brasil
Constituições
Lutas do Povo   Revoluções
Datas Importantes
Familias dos Presidentes
Tratados 
Vídeos Históricos

História do Brasil  |  Família | Educação e Cultura   |  Esporte e Lazer  |Religião  |  Direito Brasileiro   |  Meio Ambiente  |  Músicas  | Notícias, Casos, Contos e Causos  |  Sabesp 

    Topo da Página            Início do Site

Websites [ Tuia.com.br ]                                 Bloco: Lutas Brasileiras
Faustino Emílio da Silva          Contatos: Faust@tuia.com.br.
Última atualização: sábado, 20 de novembro de 2010