Pena de Morte
Home Direito Positivo Fontes do Direito Leis esquisitas Pena de Morte Investigação de Paternidade Ramos do Direito Aborto e Ex-comunhão

Direito Internacional
Direito Financeiro
Direito Penal
Direito Tributário
Direito Administrativo
Direito Trabalhista
Direito Ambiental
Direito Civil
Direito Comercial
Direito Constitucional
Direito Processual

 

PENA DE MORTE Livro "Pena de Morte - Um Remédio Social" de Augusto Dutra Barreto

Questão das mais controvertidas em nosso tempo

Combatida por uns, abominada por outros, é considerada pela grande maioria, como única solução para se combater a criminalidade.

Os criminosos de nossos dias, facínoras, latrocidas, homicídas, sequestradores e estupradores têm demonstrado que não têm o mínimo respeito à Lei ou o menor temor da punição.

As leis novas que surgem lenientes cada vez mais outorgam aos facínoras a coragem para a prática dos mais hediondos delitos.

Tais leis recebem apelidos : lei "Fleury", lei "Meia-sola", lei "Solta-ladrão", todas elas indo no intuito de erigir a impunidade dos criminosos.

O ordenamento jurídico penal de nosso país, combalido e debilitado somado ao caríssimo e precario sistema prisional, oferece aos delinquentes a certeza da impunidade ou da curta permanência nos presídios

 

PENA DE MORTE _FRASES

Citações curiosas encontradas no Livro de Augusto Dutra Barreto "Pena de Morte - Um remédio social"

"Se alguém matar à espada, necessário é que seja morto à espada. Aqui está a preservação e a fidelidade dos santos" ( Apocalipse de João 13, 10)

"Então Jesus lhe disse: Embainha a tua espada pois todos os que lançam mão da espada, com espada perecerão" (Mt 26, 52 )

"A prática do crime é uma violação do Contrato Social: com essa violação, tem a sociedade o direito de defender-se, matando seus inimigos" ( Jean Jacques Rousseau )

"Quem ferir alguém, causando a morte, certamente morrerá" ( Lei de Moisés )

"Não violam o mandamento NÃO MATARÁS os que, por ordem de Deus , declaram guerra ou, representando a autoridade pública. e agindo segundo o império da Justiça, castigam os facínoras e perversos, tirando-lhes a vida"( Santo Agostinho )

"O galho podre deve ser cortado para que não contamine o restante da árvore: o mesmo deve ser feito com o delinquente que destrói a sociedade." ( Santo Agostinho )

"Ainda no caso de que o Estado se dissolva voluntáriamente deve ser antes executado o último assassino, a fim de que a sua culpabilidade não recaia sobre o povo que não insistiu nesta sanção porque este poderia ser considerado co-partícipe da lesão pública da justiça" ( Kant )

"A espada sem a balança é a força brutal; a balança sem a espada é a impotência do Direito.
Uma não pode avançar sem a outra, nem haverá ordem jurídica perfeita sem que a energia com a justiça aplicar a espada seja igual a habilidade com que manejar a balança."
( Jhering )

"É melhor fazer morrer sem fazer sofrer do que sofrer sem fazer morrer." ( Gabriel Tarde )

"A Pena de morte não é horrível. Horríveis são os crimes que se pretende combater através dela." ( Giuseppe Maggiore )

"Um cidadão merece a morte quando violou a segurança a ponto de haver eliminado a vida. Essa pena de morte é como um remédio para a sociedade doente." ( Montesquieu )

Topo da Página

Informações sobre o autor.
Copyright © 1999 [Faustino Emílio da Silva].
Todos os direitos reservados.
Última atualização: quinta-feira, 13 de maio de 2010 .

 

 

Direito Internacional Direito Financeiro Direito Penal Direito Tributário Direito Administrativo Direito Trabalhista Direito Ambiental Direito Civil Direito Comercial Direito Constitucional Direito Processual

Topo da Página        Início do Site

Website [ tuia.com.br ]    Bloco: Direito
  Faustino Emilio da Silva        Contatos          tuia @cki.com.br
Última atualização: quinta-feira, 13 de maio de 2010