Direito Ambiental
Home Direito Positivo Fontes do Direito Leis esquisitas Pena de Morte Investigação de Paternidade Ramos do Direito Aborto e Ex-comunhão

Direito Internacional
Direito Financeiro
Direito Penal
Direito Tributário
Direito Administrativo
Direito Trabalhista
Direito Ambiental
Direito Civil
Direito Comercial
Direito Constitucional
Direito Processual

Direito Ambiental

Conceito de Direito Ambiental

 Direito Ambiental é a área do conhecimento jurídico que estuda as interações do homem com a natureza e os mecanismos legais para proteção do meio ambiente. É uma ciência holística que estabelece relações intrínsecas e transdisciplinares entre campos diversos, como antropologia, biologia, ciências sociais, engenharia, geologia e os princípios fundamentais do direito internacional, dentre outros.

No Brasil, o emergente Direito Ambiental estabelece novas diretrizes de conduta, fundamentadas na Política Nacional do Meio Ambiente (lei 6.938, de 31/8/81). Esse código estabelece definições claras para o meio ambiente, qualifica as ações dos agentes modificadores e provê mecanismos para assegurar a proteção ambiental.

A lei 6.938, regulamentada pelo decreto 99.274, de 6 de junho de 1990, institui também o Sistema Nacional do Meio Ambiente (SISNAMA), constituído por órgãos e entidades da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos municípios e pelas fundações instituídas pelo poder público, responsáveis pela proteção e melhoria da qualidade ambiental, conforme a seguinte estrutura:

bullet

Órgão superior: conselho de governo

bullet

Órgão consultivo e deliberativo: Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA)

bullet

Órgão central: Ministério do Meio Ambientel (MMA)

bullet

Órgão executor: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais

bullet

Renováveis (IBAMA)

bullet

Órgãos seccionais: órgãos ou entidades estaduais responsáveis pela execução de programas, projetos e pelo controle e fiscalização de atividades capazes de provocar a degradação ambiental;

bullet

Órgãos locais: órgãos ou entidades municipais, responsáveis pelo controle e pela fiscalização dessas atividades, nas suas respectivas jurisdições.

A atuação do SISNAMA se dá mediante articulação coordenada de órgãos e entidades que o constituem, observado o acesso da opinião pública às informações relativas às agressões ao meio ambiente e às ações de proteção ambiental, na forma estabelecida pelo CONAMA.

Cabe aos Estados, ao Distrito Federal e aos municípios a regionalização das medidas emanadas do SISNAMA, elaborando normas e padrões supletivos e complementares.

Principais instrumentos de proteção ambiental

bullet

Estudo de Impacto Ambiental (EIA)

bullet

Relatório de Impacto Ambiental (RIMA)

bullet

Plano de Controle Ambiental (PCA)

bullet

Relatório de Controle Ambiental (RCA)

bullet

Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD)

bullet

Relatório Ambiental Preliminar (RAP)

bullet

Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS)

A Lei da Ação Civil Pública (lei 7.347, de 24/7/85) tutela os valores ambientais, disciplina as ações civis públicas de responsabilidade por danos causados ao meio ambiente, consumidor e patrimônio de valor artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico. 

Em 1988, a Constituição Federal dedicou normas direcionais da problemática ambiental, fixando as diretrizes de preservação e proteção dos recursos naturais e definindo o meio ambiente como bem de uso comum da sociedade humana. 

O artigo 225 da Constituição Federal Brasileira de 1988 diz:

bullet Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para às presentes e futuras gerações.”

Além disso, a Rio-92  Conferência da ONU sobre meio ambiente e desenvolvimento  sacramentou a preocupação mundial com o problema ambiental, reforçando princípios e regras para o combate à degradação ambiental no documento intitulado "Agenda 21", que consolidam a diretriz do desenvolvimento sustentável. 

Em qualquer organização pública ou privada, o Direito Ambiental exprime a busca permanente pela melhoria da qualidade ambiental de serviços, produtos e ambientes de trabalho, num processo de aprimoramento que propicia o desenvolvimento de sistemas de gestão ambiental globalizados e abrangentes. Ao operar nesses sistemas, as organizações incorporam as melhores práticas corporativas em vigência, além de procedimentos gerenciais e técnicos que reduzem ao mínimo as possibilidades de dano ao meio ambiente, da produção à destinação de resíduos.

Direito Internacional Direito Financeiro Direito Penal Direito Tributário Direito Administrativo Direito Trabalhista Direito Ambiental Direito Civil Direito Comercial Direito Constitucional Direito Processual

Topo da Página        Início do Site

Website [ tuia.com.br ]    Bloco: Direito
  Faustino Emilio da Silva        Contatos          tuia @cki.com.br
Última atualização: quinta-feira, 13 de maio de 2010